ABEL - ABELMOSCHUS - Hibiscus abelmoschus


MATERIA MEDICA - DR CARLOS LIMA MELO
ABELMOSCHUS MOSCHATUS

REINO VEGETAL - MIASMA TIFOIDÉO - SANKARAN
sinônimo Hibiscus abelmoschus

Outros nomes: Abelmosco, Alecea egipcia, Algalia, Ambarillo, Ambarina, Grana Moscada, Grano de almizcle, Hibiscus abelmoschus, Semen abelmosco, Semilla de Santa Elena, Ambrette seeds, Annual hibiscus, Bamia Moschata, Galu Gasturi, Muskdana, Musk mallow, Musk okra, Musk seeds, Ornamental okra, Rose mallow seeds, Tropical jewel hibiscus, Yorka okra.

Abelmoschu é um gênero com cerca de quinze espécies da família Malvaceae, é nativa da África tropical, Ásia e norte da Austrália. Foi considera como pertencente ao Hibiscus, mas atualmente é classificada como um gênero distinto.
Desprende um cheiro muito penetrante, semelhante ao do almiscareiro e do âmbar e por isto leva o nome de abelmoschus. Cresce na Índia, no Egito, no México e nas Antillas. Devemos sua experimentação ao Dr. L. de Legarreta, do México (1961). Ele recomenda seu uso fitoterápico, uma dose diária de 15 gotas da 3ªX como protetor contra picadas de mosquitos.
Pode provocar fotosensibilidade. É usado externamente para aliviar espasmos do trato digestivo, cãibras, má circulação e dor nas juntas, como afrodisíaco.

Keynotes
Medo de escorpião. Medo irracional de animais. Tremor ou paralisia dos lábios ou da mandíbula. Tremor, paresia, chegando a paralisia dos membros, com edema. Sensação de constrição torácica. Salivação excessiva com sensação de boca seca.

Clínica
Anemia. Disfagia. Linfangite. Neuromielite. Paralisia. Polineurite. Taquicardia. Tétano, Doença de Addison, Anemia perniciosa.

Mente
Medo de animais: insetos, moscas, aranhas, escorpiões, serpentes. Medo de morcegos, gafanhotos, vespas, vermes. Medos noturnos, ansiedade em criança à noite e obcecado pela idéia que vai ser atacado por animais venenosos. Choro em crianças. Embotamento em pessoas de idade. Medo de ficar só, à noite, de apoplexia, de multidão, do que vai acontecer, com palpitação. Indiferença aos seus arredores. Delírio com alucinações. Fica revivendo coisas desagradáveis do passado. Mente estreita a respeito de assuntos religiosos.

Sonhos
Com ratos se arrastando por debaixo das roupas.

Vertigem
Como se estivesse flutuando.

Cabeça
Peso, dor, como se estivesse sendo apertada por um torno, faixa.

Olho
Dor dilacerante como se causada por um prego. Dor em pontada. Descolamento da retina.

Visão
Escotomas: manchas diante dos olhos que impedem a visão.

Ouvido
Dor em pontada no ouvido esquerdo.

Audição
Hipoacusia ao descer escadas.

Face
Amarelada, pálida, com prurido. Paralisia dos lábios ou da mandíbula. Trismo.

Boca
Salivação excessiva, com sensação de secura na boca. Saliva espessa, pegajosa. Ptialismo neurótico durante a gravidez. Estomatite. Dificuldade para falar. Erupções bolhosas.

Nariz
Epistaxe.

Garganta
Disfagia. Dificuldade para engolir com dificuldade para movimentar os lábios.

Garganta externa
Dor na lateral que piora girando a cabeça.

Estômago
Dor no epigástrio. Apetite insaciável. Vazio no estômago que não melhora por comer.

Abdome
Dor no hipocôndrio direito que se estende para a escápula direita.

Peito
Sensação de constrição torácica, precordial. Dor aguda no tórax. Batidas cardíacas rápidas com angústia.

Respiração
Dispnéia. Asma.

Extremidades
Tremor, paralisia parcial ou paralisia das extremidades, com edema. Edema das mãos e das pernas.

Bexiga
Dor no final da urina. Urina gota a gota.

Genital feminino
Prolapso do útero, mioma.

Sono
Sonolência

Gerais
Piora à noite, 1 h. Melhora comendo em pequenas quantidades.
Desejo de bebidas e alimentos frios. Aversão a alcachofra, rabanete. Tremor e inchaço externo. Anemia. `

Considerações finais
O diagnóstico diferencial pode ser muito difícil com Op, Lac-c, Stram, Calc etc, com quem compartilha vários sintomas, mas se aparece o medo de aranha só compartilha com Lac-c e Calc até o momento. Compartilha com Op o medo de escorpião.
Apesar de ter sido uma patogenesia feita no México, talvez pela escassez de sintomas, Abelmoschus é pouco prescrito no nosso meio.
Um paciente disse tenho medo de aranha, cobra e expressou o medo de escorpião desta forma: tenho medo do ferrão, do veneno do escorpião".
Outro paciente disse: tenho medo de escorpião e inseto porque é venenoso. Tenho medo de cobra, aranha caranguejeira. Se pisa no molhado ele tem medo de ser uma substância venenosa. Ele tem medo de bichinhos venenosos da chuva e de morrer, tem medo de vaga-lume, bichinhos pretos que voam.

Referências
Desai's Magnificent Plants
http://www.homeopatiageneral.com/abelmoschus.html
Tratado de matéria médica homeopática - Vijnovsky B
http://en.wikipedia.org/wiki/Musk_Mallow
http://www.pfaf.org/database/plants.php?Abelmoschus+moschatus
http://www.plantamed.com.br/plantaservas/generos/Abelmoschus.htm



MATÉRIAS MÉDICAS

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES