ACONIN - ACONITUM


MATERIA MEDICA - CLARKE (PORTUGUÊS)

ACONITINUM (Aconitina)

REINO VEGETAL - MIASMA AGUDO - SANKARAN
Introdução
Aconitine.

Aconitia.

C33 H45 NO12 Um alcalóide obtido das raízes e talos de Aconitum napellus . É contido em todas as espécies de Acônito menos Acon-l. (Aconitine alemão é Aconitine amorfo, francês é cristalino, e 170 vezes mais forte que o alemão. O "inglês "Aconitine de Morson é uma preparação secreta acreditada ser feita de Acon-f. O alcalóide em Acon-f. difere um pouco quimicamente de Aconitine ordinário, e é chamado pseudo-Aconitine.

Aconitine de T. H. Smith, de Edimburgo, é provavelmente idêntico com Morson. Sintomas de Morson é marcado (M) no texto.)


Generalidades
Mal estar, fragilidade, prostação muscular.

Contrações e convulsões no corpo todo.

Peso levado a toda parte do corpo.


Características
Nosso conhecimento deste alcalóide é derivado principalmente de casos de envenenamento e overdoses.

O entorpecimento, formigando, que pica e aquece daqueles que experimentaram Acônito é produzido pelo alcalóide, mas com intensidade aumentada.

Primeiro em aplicação local, há sensação de calor, então de queimar com dores agudas e prurido, finalmente entorpecimento e anestesia.

Os sintomas procedem freqüentemente de baixo para cima. "Um formigamento, picando sensação, que corre para cima da perna a coluna e cabeça , e formigando de dedos." Sensação gelo-frio" rasteja para cima dos pés" . Medo da morte, angústia, intenso calafrio, sentindo-se doente, constrição e sensação de queimadura, estendendo da boca ao estômago,.

Estremecimentos e espasmos sôbre o corpo, especialmente a face.

Todos os sintomas são melhores vomitando.

Um caso de envenenamento vomitos recorrentes periodicamente cada dois ou três minutos, e foi iniciado por uma ação repentina de puxão súbita dos músculos abdominais, acompanhada por um grito alto, provavelmente dependente de uma contração súbita do diafragma.

Toda tentativa para engolir foi seguida pelas contrações espasmódicas tão característica de hidrofobia, mas eles não eram renovados pela visão de água.

O toque mais leve renovou os espasmos." Aconitine deveria ser útil em casos de hidrofobia, se do tipo de paralítico.

Os sentidos são desordenados ou perda de visão, ouvido, cheiro.

Em um caso de envenenamento a cegueira era coincidente com dilatação súbita da pupila, e a visão retornou parcialmente após a contração da mesma.

Um sentimento de peso extendendo-se a todo corpo.

Todas as partes exceto cabeça e estômago como se cheio com chumbo.

Neuralgia de 5º nervo craniano.

Formigamento na face com sensaçãor de inchação e tensão.

Dores no nervo supraorbital eram especialmente proeminentes.

Autópsias mostram o baço muito aumentado , parte posterior do fígado escuro e quase preto.

Hiperemia de rins.

Os sintomas de Aconitine vem com grande rapidez, e desenvolve-se com intensidade extrema.

Se recupera acontece que é rápido e completa.

Há relaxamento dos membros e todo esforço piora os sintomas.

Pior com esforço mental, por agitação.

Pior por toque. Posição ereta causa náusea (M).


Clínica
Cegueira.

Frio.

Convulsões.

Surdez.

Dispneia.

Ouvidos ruídos no.

Hemicrania.

Hidrofobia.

A paralisia de Landry.

Fígado, aumento do.

Neuralgia.

Esôfago, espasmos de.

Espasmos.

Baço, aumento do.

Tétano.

Língua, afecção da.

Trismus.

Vomitos.


Mente
Angústia, medo da morte.

Intelecto perfeito, até mesmo vívido.

Fluxo de idéias reflexão lenta, impossível refletir demoradamente, poder de atenção prejudicado.

Sente-se como dormindo e sonhando.

Esquecimento e tremores dos membros.


Cabeça
Vertigem e confusão, com zumbidos nos ouvidos, com queda quase imediatamente.

Com vertigem, obscuridade de visão, e fraqueza muscular (M).

Plenitude na cabeça, com zumbidos nos ouvidos.

Dor de cabeça e face, pontadas freqüentes na face, às vezes acompanhado vomitos.

(Curou Hemicrania).

Peso sobre cabeça, incapaz sustenta-la.


Olhos
Sente puxão nos olhos.

Pupilas dilatadas (ambas por uso interno e externo).

Cegueira completa, com dilatação das pupilas, visão devolvida quando as pupilas se contraem.

Visão neblinosa, com vertigem e náusea (M).

Pupilas insensíveis a luz.


Ouvido
Pressão nos ouvidos.

Zumbido nos ouvidos.

Surdez completa.


Face
Plenitude nas bochechas e têmporas que mudam gradualmente de dolorosas para formigamento e pontadas.

Formigamento e inchação na face.

Formigamento na face e antebraços.

Sensação estranha, estirando, sensação de pressão nas bochechas, mandíbulas superiores, testa, em resumo, na área inteira de trigêmio, que aumentando em graus de intensidade, alternando com a dor atual que, no princípio ocasional e fugidia, finalmente fixa e severa

Dor nas têmporas e ao longo do curso de nervo supraorbital

Dores em ferroada na face acompanhada de vomitos

Começando nos dedos, então na face, contrações tônicas, trismus, depois uma convulsão clonica no corpo todo,

Olhos fechados, lábios secos e fendidos, língua dura, sentindo frio e como se morresse, respiração agitada, com gemidos, acelerada.

Face Hipocrática.


Boca
Queimaduras na ponta da língua e lábios.

Queimadura , constrição, sensação acre, secura na boca e fauces.

Língua dura.

Gosto desagradável e aversão a amargo.

Perda completa do paladar.

Paladar prejudicado, dentes mais sensíveis ao morder.

Salivação.


Garganta
Angústia ardente na garganta.

Constrição e queimadura na boca ao engolir.

Toda tentativa para engolir é seguida por espasmos como hidrofobia mas não provocada por visão de água.

Dificuldade de engolir e uma dor atrás do pescoço e atrás das mandíbulas na região de parotida, de forma que comendo ele teve que apertar atrás do pescoço com mão (M).

Queimadura no oco da garganta como se um carvão quente estivesse lá (M).


Estômago
Eructos imediatos.

Vomitos severos que ocorrem periodicamente cada dois ou três minutos e foi iniciado por um súbito, empurrõa dos músculos abdominais acompanhada por um grito alto.

Náusea induzida por posição ereta (M).

Vomitando alivia todos os sintomas.

Calor principalmente na região de estômago.


Abdômen
Borborigmos nos intestinos (imediatamente em um caso, duas horas depois da dose em outro).

Contração súbita de diafragma.

Fígado e baço grandemente aumentados.


Órgãos urinários
Diurese copiosa.

Dificuldade de urinar (M).

Disuria e ocasionalmente retenção com dor hipogástrica (M).


Genitalia masculina
Poluições noturnas (incomum nos experimentadores).


Órgãos respiratórios
Respiração difícil.

Angústia opressiva na região precordial.

respiração suspirosa.


Coração
Pulso no princípio, em entrar em um quarto quente, mais freqüente, então mais lento que o normal, pequeno, fraco, intermitente.

Sons do coração só ouvidos no ápice.


Extremidades
Fraqueza, tremores, queimação, parestesia, formigamento, entorpecimento de membros,.


Sono
Sonolência.

Sono perturbado.

Vira-se continuamente na cama.


Febre
Superfície frioa, suando, e bastante pálido.

Intensa frieza.

Cabeça e face ficam repentinamente mornas, calor estendido para cima do resto do corpo, era mais intenso na região do estômago, e foi acompanhado de suor.


Pele
Formigamento geral, parestesia.


Relações
Veja Acon. Sintomas de hidrofobia, Bell., Canth., Hyos., Lach., Fagu.



MATÉRIAS MÉDICAS

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES