ARS - ARSENICUM ALBUM - Arsenicum tri-oxidum, Metalum album - MATERIA MEDICA - CLARKE (PORTUGUÊS)(ESPANHOL)


ARSENICUM ALBUM

REINO MINERAL - MIASMA CANCERINICO

- O organizado externa e desorganizado internamente -

Anidrido arsenioso

  • Adequado a crianças em fase de dentição, pálidas, fracas, irascíveis, querem ser levadas rapidamente ao colo. Delgados, emagrecidos.
  • Acha erro em tudo;
  • Acorda sentindo-se miserável, como se a vida fosse um peso;
  • Acredita que é inútil tomar medicamentos, que é incurável, que certamente vai morrer;
  • ADOLESCENTES
    • Apaixona-se pelo detalhe, perde a visão de conjunto;
    • Espírito confuso e agitado;
    • Obsessão por tudo o que lhe interessa, negligência pelo que não lhe interessa;
    • Possessivo e mimado, mal dotado para a felicidade;
    • Rancoroso, se põe como vitima, pouco calorosa;
    • Sexualidade desorientada causando impecilhos.
  • Afetividade fechada, freia toda espontaneidade;
  • Agitação continua dos dedos e das mãos;
  • Agravação entre 00h00 e 02h00;
  • Alucinações com animais e insetos;
  • Angustia mental continua;
  • Agitação intensa;
  • Antipático;
  • Ansioso, principalmente de madrugada; ansiedade por sua salvação, duvidando do destino de sua alma;
  • Apesar do aspecto de boa saúde o psiquismo não está bem;
  • Aptidão para as pesquisas minuciosas (caso se interesse);
  • Aspereza;
  • Auto-reprovação e amargura;
  • Centrado em si, vendo o outro como serviçal;
  • Ceticismo fruto de amargura, rancores e decepções;
  • Ciúmes que provocam depreciação, desconfiança, calunias, maledicência, rancor e blasfêmias;
  • Cobrador miserável, egoísta e covarde;
  • Cobre-se com roupas quentes, mas abre janelas buscando ar fresco;
  • CRIANÇAS
    • Aborda temas de morte, de acidente, de tristeza,;
    • Agressividade, pouco calorosa em relação aos pais e irmãos;
    • Angústias periódicas;
    • Ar brioso, de estirpe;
    • Arruma os brinquedos minuciosamente;
    • Depressiva, com afetividade bloqueada;
    • Dificuldades escolares, faz tarefas mal feitas; desinteresse e preguiça;
    • Estrutura delicada, cabelo e pele finos, aparência frágil;
    • Expressão triste, preocupada;
    • Extremamente limpas;
    • Fecha-se em atividades solitárias (coleção de todo tipo de objetos);
    • Inquietas e extravagantes;
    • Manifestação religiosa (lêem a Bíblia, falam sobre a salvação de sua alma, vocação clerical);
    • Marcha inibida;
    • Não empresta suas coisas;
    • Sensação de asfixia;
    • Sentem-se mal amados;
    • Tendência a desistir facilmente;
  • Critico dom a desorganização dos outros;
  • Dá voltas na cama;
  • Depressivo;
  • Desejos maiores do que as necessidades (como mais do que precisa, anda mais rápido);
  • Desesperante; cheio de angustia;
  • Destrói os sonhos do interlocutor com sua secura;
  • Dificuldade de lidar com o afeto (não se ama, não ama), liga-se mais aos objetos, crê-se não querido por ninguém, que nunca será feliz;
  • Egoísta;
  • Emagrecimento rápido;
  • Enfado e aversão a qualquer serviço;
  • Escrúpulo no vestir-se; roupas elegantes com detalhes em ouro;
  • Está em constante auto-defesa;
  • Extremo cuidado com os gastos, voltado para o dinheiro;
  • Extrema organização e limpeza, não tolera nada fora do lugar, a organização de sua vida lembra um museu;
  • Explosões repentinas, com agitação mental;
  • Falta de sentido moral e de honra;
  • Grande necessidade de ar livre;
  • Idéia fixa de morte por fome;
  • Ilusão de que assassinou alguém;
  • Indiferente, principalmente aos entes queridos;
  • Inquietude sem descanso;
  • Irritável; facilmente encolerizado;
  • Instinto de destruição (de si e dos outros);
  • Irresolução, dúvida e insegurança;
  • ´leito de morte´;
  • Luta inglória contra cronos;
  • Mania de querer controlar tudo; mania religiosa;
  • Medroso; medo de si próprio; medo da pobreza; medo de que a família morra de fome; medo de ser envenenado pelos filhos, medo de tudo e de todos;
  • Melancólico;
  • Mentalmente inquieto.
  • Meticuloso;
  • Movimento com as mãos como se estivesse medindo com uma régua;
  • Muda constantemente de lugar; quer ser removido de uma cama para outra, deita-se ora aqui, ora ali;
  • Não alimenta o diálogo;
  • Não consegue descansar em lugar algum; não consegue descansar até que as coisas estejam no lugar;
  • Não suporta o cheiro ou a visão de comida;
  • Não tolera ser tocado ou olhado;
  • Não serve nunca;
  • Necessidade de muitos travesseiros ao dormir;
  • O elegante que nunca ri;
  • Paixão pelo jogo;
  • Pontual;
  • Preocupações com a menor das ninharias;
  • Pressentimentos sombrios quando deitado;
  • Procura ocupar a mente;
  • Prolixo;
  • Provoca intrigas, isola-se com raiva de si mesmo;
  • Quando indignado não olha para ninguém, não quer ouvir nada, chora de manhã na cama, empurrando o travesseiro para o lado;
  • Quanto maior o sofrimento, maior a angústia; a agitação e o medo da morte;
  • Queixas retornam anualmente;
  • Quer água mas não consegue beber;
  • Rabugento;
  • Revolve-se na cama;
  • Reza ajoelhado;
  • Sensação de carvão em brasa nas áreas doloridas;
  • Sensação de contaminar tudo o que toca;
  • Sensação de não ter feito seu serviço, falhado no dever;
  • Sensação de queimaduras;
  • Sensação de que ladrões estão por perto (embaixo da cama);
  • Sensação de sufocação ao deitar-se;
  • Sensível e choroso, piora se for consolado;
  • Sente prazer com a desgraça alheia;
  • Sente-se isolado da própria família, como se fosse um estranho;
  • Sentimento de culpa por ofensas cometidas no passado;
  • S.M.R.; vê pessoas ausentes e mortas no sofá;
  • Sintomas geralmente pioram entre 13 e 14 horas e da meia-noite às 2 horas;
  • Sujeito a dúvidas e ciúmes;
  • Tendência ao suicídio por enforcamento; tendência ao insulto, principalmente aos mais próximos;
  • Terror do futuro;
  • Transtornos por antecipação;
  • Troca constantemente de posição;
  • Vive na desesperança, pressentindo morte próxima.
  • Alcoolismo com sintomatologia cardíaca;
  • Asma;
  • Auto-intoxicação;
  • Boca com gosto amargo e pútrido;
  • Cabeça quente, mãos e pés frios;
  • Calafrios;
  • Caquexia;
  • Cara alargada, pálida, rugas acentuadas;
  • Come até a saciedade, mas não suporta o cheiro e visão da comida;
  • Contratura no joelho ao adormecer, despertando como se tivesse levando um choque;
  • Coriza do lado direito;
  • Desfalecimento;
  • Diarréia depois de beber ou comer;
  • Debilidade paralitica; debilidade vesical;
  • Degeneração gordurosa do coração;
  • Delírio e inconsciência com o calor;
  • Desarranjos gástricos;
  • Deteriorização intelectual com concentração difícil;
  • Diarréias ofensivas de odor pútrido;
  • Dores ardentes, as partes afetadas queimam como fogo, como se carvões em brasa fossem aplicados às partes;
  • Enfermidades pulmonares;
  • Erupções suprimidas; erupções secas, escamosas, com prurido ardente, agrava-se à noite;
  • Esgotamento;
  • Espirros em violentas crises;
  • Estupor interrompido por lamentos ansiosos;
  • Exaustão excessiva pelo menor esforço, cansa fácil;
  • Excitabilidade cerebral;
  • Extremidades frias;
  • Face cadavérica;
  • Fragilidade no campo digestivo (gastrite, dor de cabeça);
  • Friorentos;
  • Emagrecimento rápido;
  • Estado tuberculínico;
  • Fraqueza física;
  • Gengivas ardentes, dolorosas, inchadas;
  • Gripe que evolui para bronquite, com secreção aquosa e escoriante;
  • Grita de dor frequentemente;
  • Hemorróidas com dor em pontadas ao andar ou ao sentar-se, mas não ao evacuar, impedindo-o de sentar ou dormir;
  • Hipocondria;
  • Incapacidade para ouvir a voz humana;
  • Íris inflamada;
  • Lesões malignas;
  • Língua mapeada;
  • Memória débil;
  • Micção ardente e gotejante;
  • Necrose;
  • Neurite;
  • Olhos com vermelhidão congestiva, bolsas e pálpebras; olheiras azuladas com olhar fixo;
  • Palidez na dentição;
  • Palpitação e debilidade ao defecar;
  • Pele pálida, cérea, de cor terrosa, seca e escamosa, fria azulada e enrugada; com transpiração fria e pegajosa; como pergaminho, branca e pastosa, vesículas escuras e dor ardente;
  • Perda de apetite com fome;
  • Picadas de insetos venenosos;
  • Prostração intensa, com rápido declínio das forças vitais;
  • Prurido e corrimento vaginal escoriante, ardente e de mau cheiro, com fluxo menstrual abundante;
  • Respiração asmática, precisa sentar-se ou curvar-se para a frente;
  • Rouquidão;
  • Sangue negro e coagulado;
  • Sede ardente sem vontade de beber, o estômago não tolera água;
  • Suor frio;
  • Tabagismo;
  • Transpiração: sudorese com suor frio;
  • Úlcera de meato uretral e escroto;
  • Unhas pretas;
  • Vômitos após beber ou comer.

MATERIA MEDICA - keynotes

ARSENICUM ALBUM (ars.)

Idéia central: Uma INSEGURANÇA profundamente estabelecida.
Sente-se vulnerável em um mundo sem salvação.

Principais sintomas:
- Ansiedade, inquietude, fraqueza.
- < Frio.
- < 0-2 a.m.
- Intensa sede de pequenos goles.
- Dores em queimação > calor.
- Periodicidade, alternância dos sintomas.

Estágio 1: principalmente físico.
Estágio 2: forte ansiedade sobre sua saúde + medo de estar só.
Estágio 3: obsessivo temor da morte.
Estágio 4: paranóia, desconfiança, desespero, suicídio.

MENTE:
- Busca segurança (egoismo).
- Solicita ajuda, companhia.
- MEDOS: de estar só, câncer, ladrões, pobreza, MORTE.
- Preocupação das coisas sairem erradas, ansiedade pelos outros.
- INQUIETUDE, não pode relaxar, ansioso.
- Avareza, cobrador.
- Fastidioso, censurador.
- Ansiedade pela saúde. Depois: desespero pela recuperação.
- Anorexia nervosa (1o rem.) (Nat-m, Sep, Nux-v, Ign, Verat, Abrot,
Sulph). - Suicida. Impulso de matar, medo de matar.
GENERALIDADES:
- CALAFRIOS, > calor.
- < Meia-noite, 0-2 a.m.
- Lado direito.
- > Leite, bebidas quentes.
- Periodicidade a cada 14 dias.
- INFLUENZA.
COMIDAS E BEBIDAS:
- Desejo: limão, gorduras, azeite de oliva, álcool, pão.
- Aversão: farináceos, sementes.
- Sede frequente de pequenas quantidades .
CABEÇA:
- Queixas crônicas > calor.
- Condições agudas > frio (somente cabeça).
OLHOS:
- Inflamação da IRIS.
NARIZ:
- Febre do feno: descargas aquosas e acres.
- KN: coriza do lado direito.
ESTOMAGO:
- Gastrite, úlcera, lesões malígnas; dor queimante.
RETO/FEZES:
- Diarréia de pequenas quantidades, com grande FRAQUEZA.
- Diarréia com vômitos (Verat); após água fria, sorvete (Puls).
- Fezes: acres, ofensivas.
GENITAL:
- Lesões malígnas dos ovários, testículos, útero.
RESPIRAÇÃO:
- ASMA, < após meia-noite.
EXTREMIDADES:
- Ulceras, aspecto gangrenoso.
- Unhas pretas.
- Síndrome de Raynaud (1o remédio).
PELE:
- Psoríase, eczema: queimam.
- Prurido sem erupção (Alum, Dol, Mez, Sulph).
- Prurido, deve coçar-se até sangrar.

Compl: Phos, Thuj, Sulph, Nat-s.
Complementar: Phos, Thuj, Sulph, Nat-s.

 

CRIANCA ARS ALBUM *******

*** Sao de aparencia fragil e delicadas + Particular/ nervosas.
*** Sao sempre: * Nervosas.
* Assustadas.
* Medrosas: de estar so + do escuro + terror noturno.
*** Terror noturno: Acordam, saem da cama, andam pela casa, procuram alguem p/
conversar, vao p/ cama dos pais.
*** Inquietude: Sempre fazendo algo + nunca ficam senados e quietos. Vai ao colo de um e logo p/ o colo de outro.
*** Sao ordeiras, suas coisas sao bem arrumadas, ficam aborrecidas ate por uma geleia que cai na sua roupa.

*** Resfriado por expor-se ao frio: coriza aquosa e excoriante + espirros == desce rapida/ p/ o peito == em 24 hs == BRONQUITE OU CRISE DE ASMATICA.

*** ASMA: * Muito constrictiva, seca e espasmodica.
* Ficam apavorados == Medo de morrer.
* # < das 13 - 14 hs, apos 00 hs, de madrugada.
* A medida que a crise > o peito fica repleto de muco branco espumoso.

*** Expor-se ao frio ====== CRISE RESPIRATORIA
|
(SAO FRIORENTOS) |=== CRISE DIGESTIVA ======= COMER: melao + morango +
frutas <.
*** Na asma sente sede e prefere bebidas frias, mas qdo c/ diarreia/vomitos ao tomar bebidas frias <.

*** Est: Gastrite apos tomar sorvete, < se for de frutas. Dor que > pelo calor,
> bebendo coisa morna ou em forma de compressa morna.

*** Debilidade c/ extrema rapidez, por: vomitos + diarreia.

*** Ret: Diarreia: em jatos, c/ < apos cada evacuacao, pele acinzentada, fria, com sudorese fria. No verao apos comer morango.

*** Sao sensiveis: * A odores == nauseas por.
* A ser tocados == av a ser tocado.
* Barulho == sobressaltos por ruidos.
* Excitacoes === pesadelos.

*** Sao tensos e ansiosos antes de provas.
*** Cab, dor, periodicas, 7 dias, 14 dias, intensa e congestiva, < por barulho e por luz. Quer estar coberta, porem c/ a cab fria, aplicacao fria >, ar frio >.

*** Pel: Erupcoes c/ muito prurido, # < noite, coca ate rasgar e sangrar, > c/ aplicacoes quentes.
*** Alternancia de asma c/ disturbios dermatologicos ou asma c/ diarreia, ou dor de cav aparece junto c/ a asma.

 

 

MATERIA MEDICA - CLARKE (PORTUGUÊS)
Introdução
     O óxido branco do arsênico metálico. AS2 O3.
     Solução e trituração.

Generalidades
     Paroxismos de sofrimento com ansiedade melhor frieza, falha rápida de força e desejo de deitar-se.
     Queima, principalmente no interior das partes afetadas, ou agudas e dores de desenho.
     Dores noturnas, que são sentidas mesmo durante o sono, e que são tão insuportáveis ​​que provocam desespero e fúria.
     Agravamento do sofrimento por conversação, bem como após uma refeição, pela manhã ao nascer, à noite no leito, deitado sobre a parte afetada, ou durante o repouso após o exercício prolongado, mitigado pelo calor externo, bem como assumindo um postura em pé, ou andando, e movimento do corpo.
     Retorno do sofrimento periodicamente.
     Sw inchaços edematosos, com dor ardente nas partes afetadas.
     Excesso de indolência e pavor de todo esforço.
     Desejo de força, fraqueza excessiva e completa astenia, até mesmo para prostração, às vezes com paralisia da mandíbula, olhos sem brilho e profundos e boca aberta.
     Rapid falha de força e sensação de fraqueza como se de falta de comida.
     Incapacidade de andar, o paciente é obrigado a permanecer deitado.
     Quando se deita, o paciente se sente mais forte, mas ao levantar-se, cai de fraqueza.
     Deficiência de sangue, hidropisia das partes externas e internas, inflamação das membranas mucosas, úlceras nas glândulas.
     Emaciação e atrofia de todo o corpo, com suores colangitivos, grande fraqueza, face terrestre e olhos afundados, com um anel escuro ao redor deles.
     Violentos ataques convulsivos, espasmos e tétano.
     Epiléptico, precedido de queimação no estômago, pressão e calor nas costas, estendendo-se até a nuca e ao cérebro.
     com tontura.
     Inflação aguda e inchaço de todo o corpo, principalmente da cabeça e do rosto, com aumento do abdome e ingurgitamento das glândulas.
     Queima dores de partes internas ou externas (glândulas).
     Emagrecimento.
     Tremor dos membros, principalmente os braços e pernas.
     Tremor dos membros (em bêbados).
     Rigidez e firmeza dos membros, por vezes com dores reumáticas agudas.
     Paralisia e contração dos membros.
     Paralisia, especialmente das extremidades inferiores.
     Desmaios, convulsões, por vezes com tonturas e inchaço do rosto.
     Desmaio, de fraqueza, com pulso pouco perceptível.
     Sensação de torpor nos membros, como se estivessem mortos.

Causação
     Refresque-se na água.
     Comendo gelos
     Dieta pobre.
     Frutas, doenças de.
     Embriaguez.
     Efeitos do tabaco, do quinino, do iodo.
     Tomar banho de mar e viajar no mar.
     Subindo montanhas.
     Cepas
     Ajuste de paixão.
     Cuidado.
     Luto
     Susto.

Características
     O arsênico é o remédio do cavalo, como Puls. é a ovelha, e Ant-c. o porco.
     A moda repreensível de "medicar" cavalos com Arsênico é apenas um abuso de um fato terapêutico.
     O cavalo é um animal em cujo poder de resistência e "vento" enormes exigências são feitas, e o Arsênico é o remédio para os efeitos de proezas de resistência prolongada.
     O hábito de arsênico dos alpinistas da Estíria surgiu a partir da descoberta de seu poder de fortalecer os músculos dos membros e do aparelho respiratório.
     Mas, de outro modo, o cavalo tipifica o temperamento do arsênico. Os sintomas mentais de qualquer droga, quando pronunciados, têm precedência de todos os outros.
     O cavalo é um animal excessivamente nervoso, em constante movimento, inquieto até certo ponto e muito propenso a se assustar - uma imagem bastante do temperamento do arsênico. Segundo Teste Ars. age muito mais poderosamente em animais que comem vegetais do que em Carnivora (op. Nux-v.), e é adequado para os efeitos do excesso de dieta vegetal, melões, morangos e frutas em geral, especialmente frutas aquosas.
     Os comedores de arsênico do Tirol podem levar até seis grãos de arsênico branco, ou o sulfeto, a cada dois dias.
     Eles afirmam que isso dá uma sensação de fortalecimento e permite que eles carreguem cargas enormes em montanhas perpendiculares.
     De acordo com um relato, recorre-se a populações que vivem quase exclusivamente de alimentos vegetais.
     "Isso fortalece os músculos." Diz-se que um velho indulgente no hábito disse: "ajuda a digerir nosso pão grosso e batatas, e nos permite respirar livre e facilmente.
     Comedores de carne não têm necessidade de tal coisa, mas conosco é uma necessidade. "É difícil dizer até que ponto isso é um efeito diretamente" tônico ", e até que ponto curativo da discrasia gerada pelas condições de vida. .
     A pele fina e o cabelo brilhante das jovens entre as populações que comem arsênico são notáveis ​​e comparáveis ​​às pelagens finas de cavalos alimentados com arsênico.
     Por outro lado, "pelagem de aparência" em animais, e "pele seca, áspera, escamosa e de aparência não saudável" em seres humanos são indicações fundamentais para o remédio.
     A este respeito, podem ser mencionados os efeitos sobre a tripulação do navio Sião, que transportava arsênico como parte de sua carga.
     Isto foi exposto um pouco aos raios do sol, e a tripulação notou um cheiro peculiar.
     Logo todos começaram a notar que estavam cada vez mais fortes, e ao chegarem à Filadélfia vindos da Inglaterra, todos ganharam muito, um com o peso de duas pedras.
     Inquietação é uma das grandes características do arsênico. Até o estupor do arsênico é interrompido por ataques de inquietação com gemidos ansiosos.
     Os pacientes estão ansiosos, cheios de medo da morte, inquietude obrigando-os a mudar frequentemente de posição.

Daí a aplicabilidade da droga em muitas afecções nervosas, notadamente a coréia.
     Jerks e começa a adormecer.
     Irritabilidade, desesperadamente zangado, quase furioso.
     Desespero, desesperança, miséria indescritível.
     A irritabilidade e tristeza de cachexias maláricos, das cachexias de quinina, mercúrio e sífilis.
     Tipos baixos de doença, estados tifoides.
     Inflamações de grande intensidade com tendência a destruição de tecido.
     Queimando, dores lancinantes.
     A queima é outra das principais características do arsênico. Nenhum outro remédio o tem em grau mais pronunciado.
     A peculiaridade das "queimadas" de Ars. é que eles são melhores pelo calor (aqui comparando com Caps.).
     A queimação na garganta é melhor comendo ou bebendo coisas quentes.
     Por outro lado, comida fria e bebida fria piora irritações do estômago, daí Ars. é de uso de sinal para efeitos de comer gelos e beber água gelada.
     Ars. afeta todo o trato alimentar.
     Os lábios estão tão ressecados e ressequidos que o paciente costuma lambê-los para umedecê-los.
     A boca é aftosa, ulcerada ou gangrenosa.
     O estômago é tão irritável que o mínimo de comida ou bebida provoca angústia ou vômito, ou fezes ou ambos juntos.
     As dores abdominais são intensas, fazendo com que o paciente se vire e torça.
     as hemorróidas são extremamente dolorosas, como se as agulhas em chamas fossem mergulhadas.
     Estados de vitalidade reduzida.
     A prostração de Ars. é notável.
     Com isso, há o desejo de se mover ou ser movido constantemente.
     O paciente está exausto pelo menor esforço.
     A exaustão não é sentida enquanto está deitado, mas assim que ele se move ele fica surpreso ao se achar tão fraco.
     A prostração parece desproporcional ao resto de sua doença.
     Deve deitar-se.
     Exaustão de escalada, sem fôlego, sem sono.
     Sede por pouco e muitas vezes (Ant. T., Lyc.), Quer muito frio e imediatamente o rejeita (Phos. Assim que fica quente).
     Antes e depois da tosse com arsênico há um ataque de asma (Phos.) Ars. tem um ótimo lugar na coriza e na febre do feno.
     A coriza fluente é corrosiva, avermelhando o lábio superior e queimando mais do que Merc. ou Cepa. Também é pior ao ar livre, e melhor no calor, o que o distingue do Cepa, especialmente o Arsênico é predominantemente do lado direito.
     As neuralgias afetam mais o lado direito, o pulmão direito ("dor aguda, aguda, fixa ou aguda no ápex e através do terço superior do pulmão direito") é mais afetado do que o esquerdo, também o lado direito do abdômen, portanto, tiflite.
     Muitas condições de gotas são controladas por Ars. Especialmente, tem feito um trabalho brilhante em casos de hidrotórax.
     Ele tem sido chamado de "trocarte líquido", devido à maneira expedita de remover uma efusão aquosa.
     O paciente não pode deitar-se, deve sentar-se para respirar, ansioso, inquieto, pior cerca de 1 a m.
     É adequado ao hábito pletórico completo.
     O inchaço é uma das suas características, e deste para a hidropisia.
     Todas as membranas mucosas estão irritadas.

A pele está fria e úmida.
     Erupções escamosas.
     Escamas cor de farelo na cabeça descendo para a testa.
     O arsênico curou o epitelioma dos lábios e corresponde aproximadamente à diátese cancerosa.
     Muitas curas de câncer foram relatadas sob seu uso, tanto em petróleo como em potências.
     Quando os sintomas subjetivos de Ars. estão presentes, vai curar nas potências.
     Quando a homeopaticidade é mais grosseira, as potências mais baixas serão necessárias: neste caso, o Ars. parece agir diretamente sobre o tecido canceroso e elementos cancerígenos no sistema.
     O arsênico é um hemorrágico: age tanto no sangue como nos vasos sanguíneos.
     Varices queimam como fogo.
     Anemia, clorose, piemia todos estão dentro do escopo do arsênico, que também corresponde a estados resultantes de perdas de sangue, como venecção, metrorragia, hemoptise.
     As condições, especialmente de tempo e temperatura, são muito importantes com o arsênico. A menos que isso corresponda ao paciente, a falha será mais frequente do que o sucesso.
     O arsênico é um dos maiores dos periódicos.
     Certa vez, tratei alguns membros de uma família que sofriam ataques de febre de curta duração, recorrendo regularmente a cada seis semanas, de morar em salas cobertas de papéis de arsênico.
     Seus períodos são: todos os dias, a cada terceiro ou quarto dia, a cada quinzena, a cada seis semanas, todos os anos.
     Há agravação noturna pronunciada, as dores são insuportáveis ​​com a inquietação.
     pior meia-noite e depois (Acon. é um pouco antes da meia-noite), pior 3 a m.
     Há pior de frio e umidade, melhor calor.
     Ars. adora calor como Nux-v., Psor., Hep., Sil., Mag-m. e outros hidrogenoides, e neste caso é diferenciado de Sulph., Ant-c., Iod., Apis e Puls. Ars. abraça o fogo e gosta de envoltórios quentes.
     pior Deitada no lado afetado, ou com a cabeça baixa.
     melhor Deitada com a cabeça erguida.

Clínico
     Abscesso.
     Acne rosácea.
     Alcoolismo.
     Amenorreia.
     Anemia.
     Afta.
     Asma.
     Atrofia.
     Bronquite.
     Brown-ague.
     Ceco, afetos de.
     Câncer.
     Cancrum oris.
     Carbúnculo.
     Cólera asiatica.
     Cólera.
     Frio.
     Frieza.
     Comissuras, dor de.
     Tosse.
     Coxalgia
     Garupa.
     Caspa.
     Delirium tremens.
     Depressão de espíritos.
     Diarréia.
     Difteria.
     Dropsy.
     Duodeno.
     Dispepsia.
     Orelhas, afetos de.
     Eczema.
     Endometrite
     Febre entérica
     Epitelioma
     Erisipela.
     Olho, afetos de.
     Cara, erupção em.
     Desmaio.
     Febre.
     Gangrena.
     Úlcera gástrica.
     Gastrite.
     Gastrodinia.
     Inchaços glandulares.
     Gota.
     Feno-asma.
     Dor de cabeça.
     Coração, afetos de.
     Agitado.
     Herpes zoster.
     Doença de Hodgkin.
     Hidrotórax
     Hipocondria.
     Ictiose.
     Indigestão.
     Febre intermitente.
     Irritação.
     Icterícia.
     Rim, doenças de.
     Leucorréia.
     Líquen.
     Lábios, erupção redonda, epitelioma de.
     Locomotor ataxy.
     Afecções pulmonares.
     Lúpus.
     Pústula maligna.
     Sarampo.
     Melancolia.
     Menstruação, distúrbios de.
     Erupções miliares.
     Morphaea
     Mielite.
     Unhas doentes.
     Urticária.
     Neuralgia.
     Neurite.
     Nancia pudendi.
     Dormência
     Peritonite.
     Perityphlitis.
     Pitiríase.
     Abundância.
     Pleurisia.
     Pleurodinia.
     Pneumonia.
     Psoríase.
     Púrpura.
     Pyemia.
     Pyelitis.
     Febre remitente
     Gota reumática.
     Reumatismo.
     Raquitismo.
     Micose.
     Escaldado.
     Escarlatina.
     Ciática.
     Afetos escrofulosos.
     Banhos de mar, efeitos de.
     Doença do mar.
     Tremores
     Estômago, afetos de.
     Cepas
     Supuração.
     Sede.
     Dor de garganta.
     Tabaco-hábito

Língua, afetos de.
     Traquéia, afetos de.
     Febre traumática.
     Tifo.
     Úlceras.
     Vômito
     Coqueluche.
     Worms.
     Feridas
     Febre amarela.

Mente
     Melancolia, às vezes de caráter religioso, tristeza, cuidado, desgosto, choro e reclamações.
     Angústia, dirigindo um da cama à noite, e de um lugar para outro durante o dia.
     Inquietação
     Grande medo de ser deixado sozinho.
     Raiva, com ansiedade, inquietação e sensação de frio.
     Ansiedade, inquietação e angústia excessiva que não permitem repouso, principalmente à noite, no leito, ou de manhã ao acordar, e muitas vezes com tremor, suor frio, opressão no peito, dificuldade de respirar e desmaios.
     Ansiedade de consciência, como se um crime tivesse sido cometido.
     Angústia inconsolável, com queixas e lamentações.
     Humor hipocondríaco, com inquietude e ansiedade.
     Medo de solidão, de espectros e de ladrões, com desejo de se esconder.
     Indecisão e humor mutável, que exige isso de uma só vez, a outro, e rejeita tudo depois de tê-lo obtido.
     Desespero, ele não encontra descanso, especialmente à noite, com angústia.
     Desânimo, desespero, cansaço da vida, inclinação ao suicídio ou medo excessivo da morte, que às vezes se acredita estar muito próximo.
     Grande sensibilidade e escrupulosidade da consciência, com idéias sombrias, como se alguém tivesse ofendido todo o mundo.
     Mau humor, impaciência, vexação, inclinação para ficar com raiva, repugnância à conversação, inclinação para criticar e grande suscetibilidade.
     Espírito cáustico e brincalhão.
     Sensibilidade extrema de todos os órgãos, todo ruído, conversa e luzes claras são insuportáveis.
     Grande apatia e indiferença.
     Grande fraqueza de memória.
     Estupidez e dulness.
     Delírio.
     Delirium, com grande fluxo de idéias.
     Perda de consciência e de sensação, dotage, ações maníacas e frenesi.
     Loucura, perda de consciência (do abuso de bebidas alcoólicas).

Cabeça
     O peso, a sensação de fraqueza e a confusão na cabeça, principalmente em uma sala, atenuaram-se ao ar livre.
     Estupor e confusão.
     Vertigem, principalmente à noite, ao fechar os olhos, ao caminhar, ou ao ar livre, às vezes com cambaleante, com perigo de cair, intoxicação, perda de sentido, obscurecimento dos olhos, náusea e dor de cabeça.
     Rasgando na cabeça, com vômito, ao levantar a cabeça.
     Dores latejantes, opressivas, estonteantes ou estonteantes, atirando e queimando na cabeça, muitas vezes apenas de um lado, e principalmente acima de um olho, na raiz do nariz ou no occipício e, às vezes, com inclinação para vomitar, e zumbindo nos ouvidos.
     Tensão, aperto e dor como uma contusão na cabeça.
     Dor de cabeça melhor, aplicando água fria ou andando ao ar livre.
     Dores de cabeça periódicas.
     As dores na cabeça freqüentemente ocorrem periodicamente, e especialmente após cada refeição, de manhã, à noite e à noite na cama, e às vezes são insuportáveis, e acompanhadas de lágrimas e choros, sendo amenizadas por um momento pela água fria. , mas retornando muito mais fortemente depois.
     Sensação, ao mover a cabeça, como se o cérebro encostasse no crânio.
     Cracking ou zumbindo na cabeça.
     Dor no couro cabeludo e nos tegumentos da cabeça, como se fossem ulcerados da cabeça e face.
     Erysipelatous burning, inchaço da cabeça (face e genitais) com grande fraqueza e frio, pior à noite.
     Roer ou queimar comichão, erupções cutâneas, pústulas e úlceras corroídas no couro cabeludo.
     Erupções, branco, seco, como farelo, queima, coceira na parte anterior da cabeça, quando coçar queima e sangra violentamente.
     Queimando, mordendo ferve no couro cabeludo, com sensibilidade ao toque e ao frio.

Olhos
     Dores, ardência e dores nos olhos, agravados pela luz, e também pelo movimento dos olhos, acompanhados por vezes da necessidade de deitar-se ou de angústia que não permite descansar na cama.
     Olhos inflamados e vermelhos, com vermelhidão da conjuntiva, ou da esclerótica, e injeção das veias da conjuntiva.
     Inchaço dos olhos.
     Inchaço inflamatório ou edematoso das pálpebras.
     Inflamação dos olhos e pálpebras, impedindo a abertura do olho.
     Grande secura das pálpebras, principalmente nas bordas, e na leitura pela luz (de uma vela).
     Lágrimas corrosivas.
     Aglutinação das pálpebras.
     Fechamento espasmódico das pálpebras, às vezes do efeito da luz.
     Fotofobia excessiva.
     Manchas e úlceras na córnea.
     Olhos convulsionados e proeminentes, parecem fixos e furiosos.
     Alunos contratados.
     Cor amarelada da esclerótica.
     Cor amarela, pontos ou pontos brancos e faíscas diante dos olhos.
     Cor azul ao redor dos olhos.
     Fraqueza, obscurecimento e perda de visão.
     Olhos maçantes e profundos afundados.

Orelhas
     Espremer, dores agudas, tiroteios, cócegas voluptuosas e ardor nos ouvidos.
     Tilintando, rugindo, zumbindo e som, como de sinos, nos ouvidos.
     Sensação, como se as orelhas estivessem paradas, e dureza de audição, especialmente para a voz humana.

Nariz
     Dores doloridas no nariz.
     Inchaço do nariz.
     Inchaço e queimação no nariz.
     Sangramento violento do nariz.
     Descamação da pele do nariz, em furinhos.
     Tumores Knotty nas narinas.
     Ulceração no topo das narinas, com fluxo de ichor fétido e gosto amargo.
     Cheiro de breu ou enxofre antes do nariz.
     Espirros violentos.
     Grande secura das narinas.
     Coriza fluida, com nariz parado, ardor nas narinas e secreção de muco seroso e corrosivo.
     Câncer de nariz.

Cara
     Rosto pálido, oco e cadavérico.
     Cor amarelada, azulada ou esverdeada do rosto.
     Tons de chumbo e terra, com manchas e estrias esverdeadas e azuladas.
     Rosto desconcertado, com distorção de feições, ou com os olhos profundamente afundados e com um círculo escuro ao redor deles, e o nariz apontado.
     Características distorcidas, semblante mortal.
     Vermelhidão e aparência inchada do rosto.
     Inchaço duro e elástico do rosto, principalmente acima das pálpebras, e especialmente de manhã.
     Inchaço do rosto, com desmaios e vertigens.
     Papadas, espinhas, úlceras escamosas.
     Rosácea e cochonilhas no rosto.
     Tonalidade escura em volta da boca.
     Lábios azulados ou pretos, secos e rachados.
     Banda acastanhada na parte vermelha dos lábios.
     Pele áspera e tettery em volta da boca.
     Erupção na boca e nos lábios, perto da parte vermelha.
     Câncer do rosto e lábios com dor ardente.
     Nós duros e úlceras cancerígenas, tendo um espesso sulco com fundos semelhantes a banha nos lábios.
     Lábios excoriated, com uma sensação de formigamento.
     Inchaço e sangramento dos lábios.
     Inchaço das glândulas submaxilares, com dor contundente e dor ao ser tocado.
     Paralisia da mandíbula inferior.
     Pontos de desenho aqui e ali no rosto.

Boca
     Cheiro ofensivo da boca.
     Secreção de abundante saliva dura, fétida e sangrenta.
     Grande secura da boca, ou acúmulo de saliva, às vezes amargo ou sangrento.
     A boca é azul-avermelhada, inflamada, queimando.
     Língua azulada ou branca.
     Ulceração da língua, com cor azul.
     Torpor e insensibilidade da língua, como se estivessem queimados
     Língua acastanhada ou enegrecida, seca, rachada e tremendo.
     Língua um vermelho brilhante.
     Língua branca como giz, como se pintada de branco.
     Língua vermelha com um casaco branco prateado.
     Língua dura como um pedaço de madeira.
     Ulceração da língua na borda anterior.
     Inchaço, inflamação ou gangrena da língua.
     Angina gangrenosa (com afta).
     Afta na boca.
     Fala rápida, precipitada.

Dentes
     Dores agudas, ou sucessivos arranhões nos dentes e gengivas, principalmente à noite, estendendo-se às vezes ao rosto, ao ouvido e às têmporas, com inchaço da face e dores insuportáveis, que levam ao desespero furioso, ou que são agravado quando se encontra no lado doente, e mitigado pelo calor do fogo.
     Moagem convulsiva dos dentes.
     Sensação de alongamento e afrouxamento doloroso dos dentes, com inchaço e sangramento das gengivas.
     Dor nos dentes melhor por aplicações quentes.

Garganta
     Queimando na garganta.
     Raspando, dor aguda, com queimação na garganta.
     Inflamação e gangrena da garganta.
     Constrição espasmódica da garganta e do esôfago, com incapacidade de engolir.
     Deglutição dolorosa e difícil, como se de paralisia do esôfago.
     Sensação de grande secura na garganta e na boca, que induz a beber continuamente.
     Acúmulo de muco acinzentado ou esverdeado de sal ou gosto amargo na garganta.

Estômago
     Frequentes eructações, particularmente depois de ter bebido ou comido, principalmente vazio, ácido ou amargo.
     Regurgitação de matéria ácida ou de muco esverdeado amargo.
     Soluços freqüentes e convulsivos, principalmente à noite.
     Náusea freqüente e excessiva, às vezes subindo até a garganta, com inclinação para vomitar, necessidade de deitar-se, dormir, desmaiar, tremores, tremores ou calor, dores nos pés, etc.
     Fluxo de água do estômago, como água impetuosa.
     Vômitos, às vezes muito violentos, e principalmente depois de ter bebido ou comido, ou à noite, em direção à manhã, vômito de comida e bebida, ou de matéria mucosa, biliar ou serosa, de coloração amarelada, esverdeada, acastanhada ou enegrecida , vômito de matéria sanguínea.
     Durante o vômito, dores violentas no estômago, sensação de escoriação no abdome, choro, queimação de calor interno, diarréia e medo da morte.
     Inflação e tensão da região precordial e do estômago.
     Dor excessiva no epigástrio e no estômago, principalmente ao ser tocado.
     Pressão no estômago a partir de uma pedra, ou como se o coração explodisse, e excessiva angústia na região precordial, com queixas e lamentações.
     Sensação de constrição, dores parecidas com cãibras, puxões, piercings e roedores no estômago.
     Queimando na boca do estômago e do estômago.
     Inflamação ou endurecimento do estômago.
     Cãibra no estômago (2 a m).
     Câncer no estômago.
     Sensação de calor frio ou insuportável e ardor na região precordial e no estômago.
     As dores no estômago se manifestam principalmente após uma refeição ou à noite.
     Tetters na boca do estômago.

Apetite
     O gosto amargo na boca, principalmente depois de ter bebido ou comido, também pela manhã.
     Paladar adstringente, pútrido ou ácido na boca.
     A comida parece ácida, insípida ou muito salgada.
     Insipidez de comida.
     Sabor amargo de comida, particularmente de pão e cerveja.
     Adipia completa, ou sede violenta, ardente, sufocante e insaciável, tornando-se necessário beber constantemente, mas pouco de cada vez.
     Desejo por água fria, por ácidos, por brandy, por café e leite.
     Desejo de apetite e fome, freqüentemente com sede ardente.
     Ansiedade insuperável para todos os alimentos, principalmente carne e manteiga.
     Tudo o que é ingerido provoca uma pressão no esôfago, como se tivesse parado ali.
     Desejo contínuo, com falta de apetite e pronta saciedade.
     Após uma refeição, náuseas, vômitos, eructações, dores no estômago, cólicas e muitos outros sofrimentos.
     Depois de ter bebido, tremendo ou estremecido, retorno de vômito e diarréia, eructações e cólicas.

Abdômen
     Compressão na região do fígado.
     Inchaço do baço.
     Dores excessivas no abdome, principalmente no lado esquerdo, e muitas vezes com grande angústia no abdome.
     Inflação do abdômen.
     Ascites
     Inchaço do abdômen como em ascites.
     Abdômen inchado.
     Dores violentas de corte, dores parecidas com cãibras, cavar, puxar, rasgar e roer o abdômen.
     Os ataques de cólica ocorrem principalmente depois de terem bebido ou comido, ou durante a noite, e são freqüentemente acompanhados por vômitos ou diarréia, com frio, calor interno ou suor frio.
     Queima dores com angústia.
     Sensação de frio ou insuportável queima no abdômen.
     Dor, a partir de uma ferida no abdômen, principalmente em tossir e rir.
     Inchaço e endurecimento das glândulas mesentéricas
     Muita flatulência, com estrondo no abdômen.
     Flatulência de um cheiro pútrido.
     Inchaço doloroso das glândulas inguinais.
     Úlcera acima do naval.

Fezes
     Constipação, com inclinação freqüente, mas ineficaz para evacuar.
     Tensão, com ardor no ânus.
     Evacuações involuntárias e não percebidas.
     Diarreia violenta, com evacuações freqüentes, náusea, vômito, sede, grande fraqueza, cólica e tenesmo.
     Diarreia noturna, e renovação da diarréia, depois de ter bebido de comido.
     Fezes ardentes, com dores violentas nos intestinos, com tenesmo, sede, pior depois de comer.
     Evacuações ardentes e corrosivas, fezes com muco, ou bilioso, sanguíneo, seroso, indolor, involuntário, etc., de esverdeado, amarelado, esbranquiçado, ou acastanhado ou enegrecido, fétido e pútrido evacuações, evacuações de substâncias não digeridas.
     Emissão de muco pelo ânus, com tenesmo.
     Prolapso do reto: com muita dor.
     Comichão, dor a partir da escoriação e ardor no reto e no ânus, assim como nos tumores hemorroidais, principalmente à noite.
     Tiroteios nos tumores hemorroidais.

Órgãos urinários
     Retenção de urina, a partir da paralisia da bexiga.
     Inclinação freqüente para fazer água, mesmo à noite, com emissão abundante.
     Incontinência de urina, que escapa quase involuntariamente, mesmo à noite, na cama.
     Emissão difícil e dolorosa de urina.
     Urina escassa, de cor amarelo-escura.
     Urina aquosa, esverdeada, acastanhada ou turva, com sedimento semelhante ao muco.
     Urina sanguinea.
     Queima na uretra ao fazer água.
     Descarga involuntária de queima de urina.

Genitália masculina
     Comichão, atirando e queimando na glande e no prepúcio.
     Inflamação, inchaço doloroso e gangrenado das partes genitais.
     Glande inchado, rachado e azulado.
     Inchaço dos testículos.
     Inflamação erisipelatosa do escroto.
     Poluições noturnas.
     Fluxo do líquido prostático durante fezes moles.

Genitália feminina
     Desejo veneal em mulheres.
     Catamenia muito cedo e muito abundante, assistida por muito sofrimento.
     Catamenia suprimida, com dores no sacro e nos ombros.
     Leucorréia acre, corrosiva, espessa e amarelada.
     Scirrhus uteri.

Órgãos respiratórios
     Catarro com rouquidão, coriza e insônia.
     Voz áspera e rouca.
     Voz trêmula ou desigual, uma vez forte, outra fraca.
     Muco tenaz na laringe e no peito.
     Bronquite, com difícil secreção de muco.
     Sensação de secura e ardor na laringe.
     Constrição espasmódica da laringe.
     Tosse seca, às vezes profunda, fatigante e trêmula, principalmente à noite, após deitar-se ou à noite, obrigando o paciente a assumir uma postura ereta, também depois de beber, de estar no ar fresco e fresco, durante o movimento ou durante expiração, e muitas vezes com dificuldade de respiração, sufocamento, dor contrativa, ou sensação de escoriação na boca do estômago e no tórax, dor, a partir de uma contusão no abdômen, tiroteios na hipocondria, no epigástrio, e em o peito, etc.
     Prisão de respiração com tosse.
     Tosse excitada por uma sensação de constrição e sufocação na laringe, como se pelo vapor de enxofre.
     Respiração oprimida, ansiosa, curta.
     Respiração oprimida e difícil, especialmente ao subir uma altura, em ar frio, ao virar na cama.
     Ataques periódicos de tosse.
     Tosse com expectoração de muco sanguíneo, às vezes com calor ardente em todo o corpo.
     Expectoração difícil ou escassa e espumosa.

Peito<b



MATÉRIAS MÉDICAS

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES