ARS-I - ARSENICUM IODATUM - Arsenicum tri-iodatum , Metallum iodatum


ARSENICUM IODATUM

REINO: MINERAL - MIASMA: LEPROSO

- o ´indeciso ressecado´ -

Químico

  • Adequado a indivíduos magros, caquéticos, esgotados, prostrados, descontentes e taciturnos
  • Agitação e ansiedade mental;
  • Agravação com exercícios, temperaturas extremas, quando deitados, durante a menstruação e quando tem fome; melhora quando come;
  • Apressado;
  • Colérico quando doente;
  • Confusão mental durante o dia;
  • Depressão psíquica;
  • Descontente;
  • Desejo sexual feminino aumentado;
  • Fraqueza mental;
  • Grande ansiedade psíquica e moral;
  • Hipocondria;
  • Impaciente;
  • Incapacidade de decidir entre duas opiniões;
  • Incapaz de trabalhar;
  • Irresoluto;
  • Sensação de angustia cardíaca;
  • Sensação de calafrio na face posterior da coxa esquerda;
  • Sensação de constrição interna no nível dos orifícios;
  • Sensação de dor do lado esquerdo do pescoço;
  • Sensação de roupa pegando fogo na região lombar;
  • Sensação de queimação;
  • Sensação de ter os membros apertados por faixas;
  • Triste.
  • Abdômen distendido, flatulento, duro, inchado, tenso por gases eliminados continuamente;
  • Acne;
  • Aftas locias;
  • Amigdalas inflamadas e/ou hipertrofiadas;
  • Aortite;
  • Apetite aumentado, fome voraz no inicio da experimentação, depois sobrevêm a inapetência com aversão aos alimentos;
  • Arteriosclerose;
  • Asma de 23h00 às 02h00, respiração curta;
  • Astenia muscular com tremores nas mãos;
  • Baço hipertrofiado 9esplenomegalia);
  • Boca com mal gosto, gosto amargo ou pútrido ou salgado ou ácido;
  • Bronquite crônica, com sensação de constrição e calor no peito, pontadas laterais ao tossir;
  • Catarro na trompa e no ouvido médio;
  • Cefaléia frontal com sensação de peso na cabeça;
  • Cólicas intensas;
  • Conjuntivas inflamadas, com sensação de queimação e secreção às vezes abundante;
  • Constipação alternando com diarréia;
  • Coriza, secreção aquosa, amarelada, sanguinolenta, mrcante;
  • Degeneração gordurosa do coração;
  • Diarréia após comer;
  • Dor abdominal após comer, durante a menstruação e durante a evacuação;
  • Dores ao se ajoelhar;
  • Dores cardíacas;
  • Dores contundentes nas costas, sobretudo nuca; queimantes na região lombar;
  • Dores latejantes, torturantes;
  • Dores na raiz do nariz;
  • Dores nos ossos malares;
  • Dores nos ovários, principalmente o direito;
  • Dores no sacro e no cóccix;
  • Dores que ´cortam o doente ao meio´, obrigando-o a deitar-se para a frente;
  • Dores rasgantes nos dentes;
  • Dores renais durante a menstruação;
  • Dores surdas, profundas e contínuas no ânus, com sensação de não conseguir segurar o esfíncter;
  • Eczemas;
  • Elevação de temperatura vespertina com prostração profunda, pulso rápido, transpiração e tendência à diarréia;
  • Ereções violentas pela manhã e mais tarde incompletas ou ausentes; perda seminal;
  • Eructos de ar com sensação de serem gordurosos (carne de porco);
  • Erupções crostosas, edematosas, com descamação como farinha no couro cabeludo;
  • Erupções sobre a face ou ao redor do nariz;
  • Espinhas;
  • Espirros freqüentes, violentos;
  • Estômago dolorido;
  • Evacuação de gases alivia; necessidade urgente de evacuar logo cedo, com resultado incompleto;
  • Expectoração hemóptica;
  • Face inchada, com traços repuxados e expressão doentia;
  • Fezes à noite com violentos esforços, moles, não formadas, escuras, quase negras;
  • Formigamento e peso no pé esquerdo, melhora parcial ao caminhar;
  • Fraqueza cardíaca;
  • Garganta seca, com deglutição difícil;
  • Gastralgia com dores queimantes, cãibras constantes com pontadas no estômago;
  • Gengivas inflamadas, sangram com facilidade;
  • Hemorragias uterinas;
  • Hipertrofia hepática;
  • Lacrimejamento fácil;
  • Laringe inflamada, com ulceração;
  • Leucorréia acre, sanguinolenta, abundante, ardente, amarelada após a menstruação;
  • Língua fendida e seca durante o sono noturno; revestimento marrom ou banco sobre a língua;
  • Membros inferiores fracos;
  • Menstruação com todo tipo de alteração, abundante ou suprimida, copiosas, frequentes;
  • Micção gota a gota e involuntária; com retenção de urina;
  • Miocardite;
  • Muco abundante na boca;
  • Mucosa nasal seca;
  • Náuseas contínuas;
  • Olhos doloridos ao ler;
  • Otite supurada;
  • Otorréia de pus fétido e escoriante;
  • Palpitações tumultuosas;
  • Panturrilha esquerda com dores surdas de contusão, com sensação de fadiga e esgotamento nas duas panturrilhas;
  • Pele fria com calor intenso;
  • Prurido no pênis e na glande, inchaço dos testículos; prurido presente em todo corpo;
  • Pulso irregular;
  • Respiração difícil, precisa sentar para respirar melhor;
  • Sede intensa com desejo de água fria, rejeitada após pequenos goles;
  • Secreções mucosas acres, irritantes, escoriantes, corrosivas, queimantes e ardentes;
  • Seios inchados e dolorosos, nódulos nos seios com retração dos mamilos;
  • Tez pálida, lívida, quase cianótica ou face pálida com bochechas vermelhas;
  • Tornozelo esquerdo com pontadas;
  • Tosse com secura, violenta, durante anos;
  • Traquéia inflamada;
  • Trombose pulmonar (primeiros períodos da tuberculose);
  • Ulceração da mucosa da garganta;
  • Urina albuminosa, turva, de cor marrom, com odor ofensivo; desejo freqüente de urinar, sobretudo à noite;
  • Vômitos contínuos;
  • Voz rouca.

 

MATERIA MEDICA - DR ALFREDO EUGÊNIO VERVLOET (PORTUGUÊS)
ARSENICUM IODATUM (Iodureto de Arsênico)
Deve ser preferido para descargas corrosivas, persistentemente irritantes. A descarga irrita a mucosa de onde ela sai e sobre a qual ela escorre. A descarga pode ser fétida, aquosa, e a mucosa sempre vermelha, inflamada, inchada; coça e arde. Resfriado, gripe. Rinite alérgica, velhos catarros nasais, e catarro no ouvido médio. Inchação de tecidos dentro do nariz. Hipertrofia nas trompas de Eustáquio e surdez. Coração senil, miocardite e degeneração gordurosa. Pulso duro. Aortite crônica. Epiteliòma no lábio. Câncer do seio após o aparecimento de ulcerações. Parece provável que no Arsênico lodatum, nós temos o remédio mais mtimamente ligado às manifestações da tuberculose. Nas primeiras fases da tuberculose, embora haja um aumento de temperatura à tarde, Arsênico lodatum é muito eficaz. Ele é indicado por uma prostração profunda, pulso rápido, irritado, febre recorrente com suores, emagrecimento; tendência para diarréia. Pneumonia crônica, com abscesso no pulmão. Febre habitual, debilidade; suores noturnos. Esse remédio deve também ser lembrado na tísica com tosse rouca, incômoda e expectoração abundante de natureza purulenta, acompanhada de fraqueza cardíaca, emagrecimento e debilidade generalizada, na diarréia aquosa crônica em pacientes com tísica, em casos de emagrecimento com bastante apetite, na amenorréia com palpitações anêmicas e dispnéia. Na pneumonia crônica, quando está em formação abcesso. Muito emagrecimento. Arteriosclerose, degeneração no miocárdio e coração seniL Ameaça de piemia [Pyrog; Methyl. blue]. Cabeça - Vertigem, com tremores, principalmente nos velhos. Nariz - Descarga, fluida, aquosa, irritante, corrosiva, vinda das narinas anteriores e posteriores; espirros, rinite alérgica. Irritação e formigamento no nariz; constante vontade de espirrar. [PollaninJ, Catarro nasal crónico; nariz inchado; descarga abundante, grossa, amarela; ferimentos; membrana nasal doendo e escoriada. Agravação com espirros.
Garganta - Faringe ardente, amígdalas inchadas. Membrana grossa da goela até os lábios. Mau hálito, inflamação atingindo glândulas. Difteria. Faringite folicular crônica.
Olhos e Ouvidos - Oftalmía escrofulosa. Otite com descarga corroava fétida. Espessamento do tímpano. Coriza irritante ardendo
Estômago - Dor e azia. Vômitos uma hora depois das refeições. Náusea perturbadora. Dor no epigástrio. Muita sede; a água é imediatamente expelida. Respiração - Tosse branda incômoda, com narinas secas, entupidas. Pleuris exuda-tiva. Bronquite crônica. Tuberculose pulmonar. Pneumonia não definida. Broncopneumonia depois de gripe. Tosse seca, com pouca expectoração difícil. Afonia. Febre - Febre recorrente e suores. Suores noturnos de alagar. Pulso rápido, débil, fraco, irregular. Friorento, não pode suportar o frio.
Pele - Seca, com escamas, coçando, acentuada descamação da pele em grandes escamas, deixando em baixo uma superfície em carne viva segregando líquido. Ictiose (pele de peixe). Crescimento escrofuloso de glândulas. íngua venérea. Suores noturnos debilitantes. Eczema na barba; aquoso, com secreção, coçando; piora, lavando. Emagrecimento. Psoríase. Acne duro, redondo, com base endurecida e pústula na ponta.
Relacionamento - Comparar com: Tuberculinum; Antimon. iod. Na rinite alérgica, comparar com: Aralia; Naphtlmlin; Rosa; Sang. nit.
Dose - Segunda e terceira triturações. Deve ser preparado fresco e protegido^da luz. Continuado durante algum tempo. Clinicamente, foi verificado se aconselhável na tuberculose começar com cerca de 4x e gradativamente baixar para a segunda trituração decimal, 5 "grains" (324 miligramas) 3 vezes ao dia.



MATÉRIAS MÉDICAS

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • J
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • Q
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
  • W
  • X
  • Y
  • Z

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES