Leia nosso

Post

publicado em 03/05/2016

escrito por Rudmar Moscarelli*
Número de visitas: 2548

Dr.: Carlos Roberto Brunini


Pediatra, Mestre em Homeopatia, Doutor em Clínica Médica e membro da American Academy of Pediatrics.
Professor da Faculdade de Ciências de Saúde de São Paulo.
Já escreveu mais de 20 livros com ênfase em sua especialidade de Pediatra Homeopata e vários artigos. Dentre os livros, evidenciamos A Nova Criança. Essa obra destaca a personalidade homeopática e sintomas agregados de suma importância, tais como: Ilusões, sensações e emoções peculiares a cada personalidade que, facilita de maneira simples encontrar o simillimum da criança.
Estudo e leitura obrigatória para os profissionais homeopatas.
Dentre os artigos, iremos destacar hoje, Obesidade infantil: um risco à saúde do seu filho. O artigo trás muitas dicas às mães:
O estilo de vida que muitas famílias têm e a cultura consumista contribuem bastante para este caso alarmante. O fato dos pais manterem os filhos dentro de casa com medo da violência, a permanência constante em frente à TV e as horas e horas jogando vídeo game fazem com que as crianças não gastem as calorias necessárias e, portanto, se tornam sedentárias.

Alguns fatores são determinantes para a obesidade infantil, entre eles, o desmame precoce, a introdução de alimentos inadequados e relação familiar conturbada. As causas também podem ser psicogenéticas, como rejeição materna e falta de afeto, depressão e culpa, angústias, pais superprotetores, pais alcoólatras, crianças imaturas e com problemas orgânicos. O tratamento para a obesidade exige algumas regras a serem seguidas, tais como uma dieta balanceada, exercícios físicos e apoio individual e familiar. Para melhores resultados é fundamental a cooperação dos pais e da escola. Vemos muitos pais e avós que gostam que as crianças estejam gordinhas dizendo que é sinal de saúde mas é justamente aí que estão errados, obesidade nunca é sinal de saúde e requer alguns cuidados. Para a escola, além de repensar no cardápio da cantina, é necessário integrar a nutrição à sala de aula, incorporando conceitos de nutrição às crianças. Tendo informações e consciência, o preconceito dos próprios coleguinhas com os "gordinhos" se acaba naturalmente.

Os comportamentos alimentares são facilmente condicionados na criança por quem a alimenta e educa. É preciso usar a criatividade na alimentação, estabelecer limites e oferecer o que é saudável. É necessário também ter paciência, criatividade e ser enérgico. Pais que não impõem limites, não são obedecidos pelos filhos.

Abaixo seguem algumas dicas para manter o peso:
- Gestação controlada;
- Mamar no peito;
- Introdução de frutas, legumes e carnes magras;
- Comer somente na mesa com todos da família;
- Quanto mais colorido o prato, melhor;
- Fazer exercícios;
- Evitar muito tempo em frente à TV, computador ou vídeo game;
- Evitar refrigerantes e bolachas recheadas.

*Rudmar Moscarelli (Diretor Presidente da ABRAHCON - Academia Brasileira de Homeopatia Contemporânea)

Comentários

cadastre-se e receba nossas novidades

Parceiros

Contato

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DAS 09 ÀS 17 HORAS DE SEGUNDA A SEXTA


WhatsApp:

(61) 98582 1243
(61) 99958 8017
(61) 98501 1243

CHAT ON-LINE:
SEGUNDA À SEXTA, DAS 9 ÀS 18

E-mail:
atendimento@abrahcon.com

Central de Atendimento:

(61) 3346-4481

Formas de pagamento

Selos