BLOG

Homeopatia e Fitoterapia, qual a diferença?
por Evanildo Viana
Número de visitas: 1120


 

É muito comum recebermos numa consulta pessoas que se dizem já estar usando homeopatia, quando na verdade estão usando fitoterapia. Algumas pessoas até confundem alopatia com remédio natural, pelo fato de ser manipulado. Vamos entender um pouco tudo isso. Qualquer medicamento não se torna homeopatia somente pelo fato de ser manipulado, nem sua ação é a mesma pelo mesmo fator. É muito comum que alguns médicos optem por pedirem que seus pacientes manipulem seus medicamentos, porém, são os mesmos componentes contidos no remédio original.

Quanto a fitoterapia, esse sim é um medicamento natural, seja em tintura ou triturado ou seja, aquela substância que é extraida e mantém apenas a essência pura e de origem vegetal. Enquanto alguns medicamentos também são indicados de forma concentrada que são oriundos de minerais ou animais. Vale lembrar que sua aplicação deve ser muito bem orientada por profissional competente, pois o fato de ser um produto natural não o deixa isento de seus efeitos, que as vezes podem causar transtornos dependendo da dosagem e combinação quimica.

Já a homeopatia tem na sua concepção uma forma bem diferente, ela não é como muitas pessoas acreditam um produto natural. Os medicamentos homeopáticos vem justamente dos reinos mineral, vegetal e animal. São as diluições sejam, decimais, centesimais, milesimais ou cinquentamilesimais, que dão aos medicamentos o fórmula da homeopatia. Portanto, qualquer medicamento só se pode considerar homeopático se passar pelo processo de dinamização, que é justamente o grande diferencial no tratamento homeopático, que permite adentrar a profundidade da doença, buscando tratar o que está ainda oculto no âmago do indivíduo.


COMENTÁRIOS

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES