BLOG

Homeopatia e Religiosidade
por Evanildo Viana
Número de visitas: 676


É impressionante como algumas pessoas insistem em confundir a homeopatia com espiritualismo ou espiritimo. Talvez pelo fato de se falar muito em energia, sintomas energéticos e miasmas. Não podemos passar despercebidos que os maiores estudiosos de energia são os cientistas, quânticos, físicos e químicos, a ponto do grande Einstein afirmar que matéria é energia. Não querendo desmerecer ou minimizar as crenças espiritualistas e suas convicções. Aliás, a homeopatia no Brasil tem uma grande dívida com a comunidade espírita pois nos anos em que a homeopatia andou a passos lentos em um determinado tempo, foram os espíritas que continuaram firmes acreditando e indicando a homeopatia, mantendo-se viva na memória e na vida do nosso povo.

A homeopatia é uma ciência, onde seu criador Samuel Hahnemann, nos registros catalogados em suas obras atesta esse minuncioso trabalho, onde sua preocupação cientifica foi sempre de buscar resultados cada vez mais próximo da perfeição. Muitos não sabem que além de médico ele era também um grande químico, Sua busca insessante e olhar de gênio o fez encontrar essa pérola que se agigantaria e resplandeceria em todo o mundo, a homeopatia.

Era muito comum nos primórdios, em que as igrejas fundassem santas casas, escolas de medicina, boticas sempre no intuito de auxiliar aqueles que necesitavam de cuidados, compondo assim suas devoções pela filantropia, com o passar do tempo, a ciência foi evoluindo e se distanciando da religião a ponto de hoje haver uma tendência até de se mostrar do lado oposto de suas crenças. 

O que é a ciência sem as pessoas? Aplicar suas descobertaas em pról de quem? O que adiantaria religiosidade sem gente? Pregar pra quem?  Na verdade o que podemos perceber é que as duas sempre estiveram juntas, mesmo que a cada dia uma esteja tentando sobrepor novas idéoçogias, enquanto a outra tenta provar suas teorias, só podemos afirmar com toda certeza é que aquilo que verdadeiramente se comprova, vira lei, sobrepõe a tudo.

Finalizando quero voltar a homeopatia e reiterar que ela é ciência pura que ao longo de todo esse tempo vem crescendo ganhando espaço pelo mundo a fora, somando à outras ramificações da ciência, cumprindo o papel sagrado a qual lhe foi destinada. Fazer com que o ser humano ao contato com a homeopatia, consiga atingir a linha do equilíbrio. Para ser um Terapeuta Homeopata por excelência é preciso muito estudo e prática, dentro do conceito que forma o tripé do sucesso da homeopatia. Similimum, Reino e Miasma.


COMENTÁRIOS

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSAS NOVIDADES