Leia nosso

Post

publicado em 09/03/2016

escrito por Evanildo Viana*
Número de visitas: 1869

 

Existem algumas vertentes da homeopatia, como a unicista, pluralista e complexista. O objetivo é que você entenda por que vários homeopatas usam formas diferentes de indicar a homeopatia.

Unicistas, são os mais fiéis seguidores da doutrina de Hahnemann, consideram que a homeopatia deve dar um único remédio que deve corresponder exatamente ao quadro de cada pessoa (tipologia, sintomas e características). Este é o chamado similimum remédio que pode mudar por outro ao longo da vida de um indivíduo, tal como a doença progride.


Pluralistas, igualmente seguidores de Hahnemann, consideram que os argumentos unicistas estão corretos, mas sinalam a dificuldade de encontrar um único remédio para curar todos os sintomas de um indivíduo. Por isso pluralistas já tem prescrito um pequeno número de remédios (o mínimo possível entre dois e cinco) que ajude em todas as doenças, a tipologia e as características do individuo.
Com a homeopatia pluralista se pode ir pesquisando e evoluindo para o similinum de cada pessoa, e, como acontece com a unicista, você pode ir além dos sintomas físicos próprios, compreender os estados emocionais, mentais e de humor, bem como as motivações subconsciente que causam essas doenças físicas e, portanto, fazer uma evolução consciente e profunda para achar a cura.


Complexistas são um pouco mais afastados das doutrinas iniciais, no sentido de que eles não se enfocam em busca do similimum, eles acreditam que o corpo é capaz de escolher o remédio certo de tudo prescrito. Por isso eles usam numerosas fórmulas de remédios que abrangem várias condições que se apresenta.Alguns laboratórios têm remédios homeopáticos para determinadas doenças: distúrbios do sono, distúrbios digestivos, etc. Eles podem ser úteis para solucionar de forma rápida os sintomas, sem entrar na busca similimum.

Para determinar qual será o remédio utilizado, é preciso ouvir o indivíduo. Quando ele chega até nós, traz uma queixa. Nosso trabalho é transformar essa queixa em "sintomas". Por vezes os sintomas em homeopatia são diferentes do que se considera sintoma em alopatia. 
 

Por exemplo: uma criança que tem medo de escuro e grita e vê vultos de sua própria sombra ou dorme bem a noite toda, mas tem um sono muito agitado. Para o alopata isso é normal, para o homeopata esse relato é sintoma. Para um homeopata, quanto mais raro e estranho é o sintoma, mais valioso ele se torna, pois acaba por ser muito característico da pessoa. 

Então, qual seria a mais correta forma de indicação de uma homeopatia? Segundo o próprio Hahnemenn o correto é proceder o tratamento usando apenas um medicamento, ou seja, aquele que cobre o maiior némero de sintomas o 'SIMILLIMUM". Já que a homeopatia não visa o trtamento da patologia mais sim o doente. É nescessário que o homeopata esteja bem sintonizado para perceber as informações que são apresentadas sutilmente pelo indivíduo no momento da repertorização, como as emoções, sensações, iluzões e até mesmo os gestos tudo isso poderá indicar qual o miasma e o reino em que a pessoa está vibrando no momento, que sem dúvida vai aproximar o homeopata do medicamento desejado. Um outro cuidado importantíssimo que o homeopata deve ter, é saber qual a dinamização ideal que trará um alívio imediato para o doente, para atingir  o grande objetivo de qualquer homeopata, A cura rápida, suave e duradoura.

No curso de Ciência da Homeopatia Contemporãnea da Abrahcon, temos como objetivo principal, transmitir a todos uma fórmula simples e prática de chegar a similitude numa repertorização, observando esses pricípios básicos dos mismas e reinos e as dinamizações corretas a se aplicar. Sobretudo o que está alojado no subconsiente de cada individuo.

 

Fonte:

http://www.minhavida.com.br/bem-estar/materias/17953-unicismo-pluralismo-e-complexismo-entenda-as-vertentes-da-homeopatia

http://homeopatiamedunb.blogspot.com.br/2013/07/o-que-e-homeopatia-unicista-pluralista.html

*(Evanildo Viana é Coordenador Administrativo da ABRAHCON)

Comentários

cadastre-se e receba nossas novidades

Parceiros

Contato

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DAS 09 ÀS 17 HORAS DE SEGUNDA A SEXTA


WhatsApp:

(61) 98582 1243
(61) 99958 8017
(61) 98501 1243

CHAT ON-LINE:
SEGUNDA À SEXTA, DAS 9 ÀS 18

E-mail:
atendimento@abrahcon.com

Central de Atendimento:

(61) 3346-4481

Formas de pagamento

Selos